Notícias da Embaixada

Voltar

Inauguração do Museu do Holocausto no Porto

O primeiro museu do Holocausto na Península Ibérica foi inaugurado oficialmente na cidade portuguesa do Porto. Considerando o facto de a União Soviética ter tido o papel crucial na derrota da máquina de morte nazista, os organizadores convidaram para a cerimónia solene o Embaixador da Rússia em Lisboa Mikhail Kamynin.

Devido às restrições sanitárias que vigoram em Portugal, o chefe da missão diplomática russa enviou aos participantes do evento a sua mensagem de saudações, em que manifestou, em particular, a sua convicção de que o Museu ia contribuir para a consolidação em Portugal da verdade histórica sobre a Segunda Guerra Mundial.

O Embaixador Kamynin destacou que em Portugal existe uma perceção correta dos acontecimentos daquela época, o que está todos os anos comprovado pela resolução da Assembleia da República sobre a memória das vítimas do Holocausto, que constantemente assinala o papel do Exército Vermelho na libertação do Auschwitz. Ele também chamou a atenção à necessidade de juntar os esforços, salvaguardando o património dos heróis falecidos e dos que conseguiram evitar a morte, para que esta tragédia nunca repita.

A Embaixada ofereceu ao Museu uma exposição fotográfica, preparada em articulação com a agência de notícias “TASS”, que ilustra os momentos emblemáticos da libertação dos campos nazistas e ghettos pelos soldados soviéticos.

Por sua vez, o presidente da Comunidade Judaica do Porto Dias Ben Zion que iniciou o projeto agradeceu aos demais museus deste género no mundo pela cooperação na organização do memorial, tendo sublinhado que isto ia ajudar às futuras gerações, inclusive os jovens, compreender melhor os horrores do Holocausto.
 


Notícias do MNE

  • President of Russia
  • Government of Russia
  • MFA Russia
  • MGIMO(U)
  • HUMAN RIGHTS SITUATION IN UKRAINE
  • Russia Today